EDUCAÇÃO DO FUTURO
 



Escrito por EQUIPE às 12h28
[] [envie esta mensagem] []


 
 

 

O professor do novo milênio precisa reunir uma série de habilidades e competências para dar conta das atuais demandas da educação. Mas qual seria o perfil deste professor?



Escrito por EQUIPE às 12h27
[] [envie esta mensagem] []


 
 

                                                               Os saberes necessários à Educação do futuro

Existe um problema capital, sempre ignorado, que é o da necessidade de promover o conhecimento capaz de aprender problemas globais e fundamentais para neles inserir os conhecimentos parciais e locais.

A supremacia do conhecimento fragmentado de acordo com as disciplinas impede freqüentemente de operar o vínculo entre as partes e a totalidade, e deve ser substituída por um modo de conhecimento capaz de apreender os objetos em seu contexto, sua complexidade, seu conjunto.

É necessário desenvolver a aptidão natural do espírito humano para situar todas essas informações em um contexto e um conjunto. É preciso ensinar os métodos que permitam estabelecer as relações mútuas e as influências recíprocas entre as partes e o todo num mundo complexo.

                                                                                                Ensinar a condição humana

1.       O ser humano é uma unidade complexa (físico, biológico, cultural, psíquico, social, histórico) que está fragmentada na educação por meio das disciplinas. É preciso reconhecer a unidade e complexidade humanas reunindo os conhecimentos dispersos pelas disciplinas, pondo em evidência o elo indissolúvel entre a unidade e a diversidade do ser humano.

2.       A educação deve centrar-se na condição humana, situando o ser humano no universo e promovendo a consolidação dos conhecimentos das ciências naturais e humanas.

3.       O desenvolvimento humano está no desenvolvimento da autonomia individual, da participação comunitária e do sentimento de pertencer à espécie humana – da unidade à diversidade.

 

 

As cegueiras do conhecimento: O erro e a ilusão

1.        A cultura (familiar, local, escolar, profissional, social, religiosa) marca os seres humanos a ponto da aceitação e acomodação, eliminando a capacidade de contestar.

2.        O homem é prisioneiro de suas crenças e ideias, assim como foi prisioneiro dos mitos e superstições.

3.        As pessoas se acostumam de maneira segura com teorias, crenças e ideias, sem deixar lugar para acolher o novo, que se manifesta inesperadamente e sem cessar.

4.        Existem muitas interrogações sobre nossas possibilidades de conhecer. O conhecimento permanece como uma incerteza que a educação deve desvendar.

PRINCÍPIOS DO CONHECIMENTO PERTINENTE 

1.       O conhecimento não deve mutilar seu objeto.

2.       O conhecimento deve ser contextualizado histórica e geograficamente.

3.       O conhecimento deve privilegiar os aspectos humanos: sentimento, paixão, desejo, temor, medo.

4.       O conhecimento deve se referir ao global.

 

ENSINAR A IDENTIDADE TERRENA

1.        Construção da consciência planetária.

2.        Reconhecer a interligação e complexidade dos problemas do planeta.

3.        Reconhecer que a humanidade agride o planeta e sofre as consequências coletivamente, ou seja, vive uma comunidade de destino comum.

 

 

OS PILARES DA EDUCAÇÃO

 “À educação cabe fornecer, de algum modo, os mapas de um mundo complexo e constantemente agitado e, ao mesmo tempo, a bússola que permite navegar através dele”. (DELORS, Jacques. Os quatro pilares da educação. In: Educação: um tesouro a descobrir. São Paulo: Cortez. p. 89

 

 

 

 

 

 



Escrito por EQUIPE às 11h56
[] [envie esta mensagem] []


 
 

Aprender a conhecer...

Aprender a fazer...

Aprender a viver juntos...

Aprender a ser...



Escrito por EQUIPE às 11h48
[] [envie esta mensagem] []


 
  [ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]  
 
 

HISTÓRICO



OUTROS SITES
 Educação do Futuro
 A escola que desejamos e seus desafios
 BOL - E-mail grátis


VOTAÇÃO
 Dê uma nota para meu blog!